TERÇA: Poeta Manoel Monteiro receberá Título de Cidadania Campinense Paraíba, 06/12/2010

TERÇA: Poeta Manoel Monteiro receberá Título de Cidadania Campinense

     Após o adiamento ocasionado pelo transcurso das eleições deste ano, a Câmara Municipal de Campina Grande, atendendo uma justa solicitação do vereador Olimpio Oliveira, realizará na próxima terça-feira, 07 de Dezembro, às 10h00 no plenário da Câmara Municipal, a entrega do Título de Cidadania Campinense ao Poeta Cordelista Manoel Monteiro da Silva.
     Em sua justificativa o vereador Olimpio Oliveira destacou que a expressão cultural do poeta e cordelista Manoel Monteiro, têm divulgação nacional, pois, seus versos vêm sendo publicados pelo Ministério da Educação e Cultura, e pelas mais expressivas editoras do Brasil, a exemplo da (FTD, Abril e DCL). Olimpio destacou também, que apesar de ter adotado Campina Grande, e residir até hoje em nossa terra, o poeta ainda não havia sido homenageado pela Câmara Municipal com o referido Título.
     Segundo o vereador Olimpio Oliveira, o homenageado atualmente é considerado pela Academia Brasileira de Literatura, como o mais importante cordelista brasileiro em atividade. Manoel Monteiro, como assina suas obras, nasceu em 1937, no Município de Bezerros, em Pernambuco. Na década de 50, fixou residência em Campina Grande, de onde não mais saiu.
     Para Olimpio, “Manoel Monteiro é uma mente criativa, um apaixonado pela cultura de nossa gente, um poeta que semeia versos como quem planta esperança, fazendo mais do que ensinar a ler, fazendo gostar de ler”. Com emoção, o vereador peemedebista ainda destacou que o homenageado é reverenciado por outros cordelistas e por estudiosos como o poeta de maior projeção da atualidade, que tem levado a nossa cultura além fronteiras. 
     O parlamentar ressalta também, que o homenageado é seguro no ofício de escrever versos rimados e metrificados, suas narrativas são envolventes e prendem o leitor do princípio ao fim, além da influência verbal, própria dos grandes mestres. Em razão da qualidade de sua produção, a literatura de cordel está sendo indicada para a grade escolar de várias cidades brasileiras. 
     “Esta homenagem, tem por objetivo corrigir essa histórica omissão, pois, o poeta Manoel Monteiro é merecedor deste título, tendo em vista, que ele adotou Campina Grande como a cidade ideal para amar, viver, trabalhar, constituir sua família, bem como, continuar até hoje projetando o nome de nossa cidade, como um dos maiores celeiros da cultura popular nordestina” destacou Olimpio Oliveira.

“As minhas asas para levantar vôo do ninho paterno
foram os folhetos de cordel. E tão bem coladas foram
estas asas, que ainda hoje eu continuo voando...”
(Manoel Monteiro)





Assessoria de Comunicação