Colunista do DB destaca discurso de Olimpio na Câmara Paraíba, 18/06/2011

Colunista do DB destaca discurso de Olimpio na Câmara

Matéria do DIARIO DA BORBOREMA

Diário Político, Edição de sábado, 18 de junho de 2011
O discurso de Olímpio 
     O vereador Olímpio Oliveira (PMDB) está no topo da lista dos mais atuantes da Casa de Félix Araújo. Assíduo aos trabalhos da Câmara e peça importante nos debates do legislativo, Olímpio, contudo, não é daqueles que usam a tribuna várias vezes durante uma única sessão. Na última quarta-feira, quando o clima na Câmara Municipal - que, geralmente, é de frio para morno - subiu, o peemedebista falou pouco, mas, ainda assim, fez um discurso contundente, carregado de verdades sobre a perspectiva sempre eleitoreira dos gestos e atos da nossa classe política, lembrou a importância da participação ativa da sociedade civil no dia a dia da política e disse ser temerário deixar o futuro de Campina Grande exclusivamente entregue aos políticos. Num meio em que todos pisam em ovos e as palavras, quando não se direcionam apenas aos adversários, são medidas com temor, para não ferir injunções e vaidades, um discurso nestes termos deve ser registrado como um relevante testemunho, digno de crédito e admiração. 
     Eis o trecho principal da fala de Olímpio Oliveira: "A nossa classe política - e eu, ao contrário daqueles que se julgam mais santos que os outros, não me coloco à parte - está interessada, lamentavelmente, naquilo que se chama de manutenção do poder. O que é que pode contribuir para me reconduzir a esta casa? O que é mais interessante fazer para que eu possa me manter no mandato? É esse pensamento que circunda toda a ação política, invariavelmente, de muitos dos nossos políticos contemporâneos. Daí a necessidade de se pensar 'fora da caixa', como sugere um conferencista do mundo corporativo. Pensar que a atividade política não é um projeto de manutenção ou de conquista do poder, mas essencialmente uma forma de você transformar a vida de uma cidade. E que isso não se dá, necessariamente, através de uma política partidária. O cidadão pode e deve contribuir na construção dessa nova ordem política. Deixar o futuro desta cidade nas mãos tão somente da classe política, é uma temeridade".
Lenildo Ferreira // lenildoferreira.pb@dabr.com.br
http://www.diariodaborborema.com.br/2011/06/18/politica1_0.php





Assessoria de Comunicação