Olimpio quer a PM fazendo o monitoramento das Câmeras instaladas no centro da cidade. Paraíba, 16/06/2014


Olimpio quer a PM fazendo o monitoramento das Câmeras instaladas no centro da cidade.

     O vereador Olimpio Oliveira fez um veemente discurso na manhã desta quarta-feira, na tribuna da Câmara Municipal, cobrando a volta da Polícia Militar à Central Integrada de Monitoramento por câmeras de segurança instaladas no centro da cidade. Desde janeiro do ano passado, por decisão do ex-comandante do 2º Batalhão de Polícia Militar, os policiais militares foram retirados da Central de Monitoramento. Assim, o sistema de monitoramento perdeu a função essencial para a qual foi instalado, ou seja, servir de ferramenta para ajudar a Polícia a prevenir e a reprimir ações criminosas no centro comercial e bancário de Campina Grande.
 
     Segundo Olimpio, a retirada dos policiais da Central do Monitoramento foi uma decisão infeliz e prejudicial à cidade, pois, o centro da cidade sofre com o quase inexistente policiamento ostensivo. Para piorar o quadro de insegurança, as imagens coletadas pelas câmeras de segurança não são mais monitoradas pelos policiais. “Essas câmeras foram instaladas para promover mais segurança no centro da cidade, inclusive, através delas, dois homicídios foram elucidados. É uma pena que um serviço tão importante como esse esteja sem cumprir sua importante função porque a prefeitura não se entende com a Polícia Militar e vice-versa”, protestou Olimpio.
     Para o vereador Olimpio Oliveira, um caso como o que aconteceu, recentemente, que culminou com latrocínio do comerciário José Zacarias da Silva, 64 anos, é a prova maior de que os bandidos estão certos que podem agir livremente no centro da cidade, pois, além da deficiência do policiamento ostensivo, os bandidos sabem que as câmeras não são monitoradas pela polícia. “Segurança pública é coisa muito séria e não pode se envolver com essa politicagem que impera na cidade. É preciso que as autoridades deixem de lado as diferenças e resolvam esse impasse antes que outras vidas sejam ceifadas”, desabafou Olimpio.





Assessoria de Comunicação